O show dos jogos na BGS!

Passadas as ressacas do evento, agora é hora de olhar todas as fotos, sorrir pelos momentos e bater aquele papo maneiro sobre a Brasil Game Show, BGS, ou, como uma desenvolvedora polonesa fez questão de reiterar para mim, a maior feira voltada para games na América Latina!

Vamos começar falando do evento em si, os pavilhões foram separados por nichos, o que facilitou bastante a circulação pelas áreas, você é de PC? Vai pra área PC Gamer. Quer testar os consoles e lançamentos? Manda ver ali na área de Consoles! Veio pra ver uns Indies? Tudo junto! E, salvo algumas exceções, a circulação corria de forma bem fluida a maior parte dos 5 dias que a feira rolou!

Mas estamos falando de uma feira de jogos, certo?

Saguao

Então vamos falar de jogos!

Você perdeu o beta de Battlefield V? Não precisa esperar até novembro! O estande da NVidia e RaWar estava com uma quantidade insana de pcs rodando partidas incessantes!

Ficou no hype de Sekiro? Tinha como jogar no estande da Activision e da Sony!

Jump Force marcou presença no estande da Microsoft!

JUMP FORCE

Aliás, os estandes estavam ridiculamente bem decorados. Todo o estande da Microsoft estava voltado para uma questão de Gamer Casual e chamando os jogadores para testar os anúncios e os jogos disponíveis no serviço Game Pass.

Já o estande da Sony, que seria o mais procurado por conter a maior quantidade de exclusivos, estava organizado de forma a deixar tudo muito visível, entretanto, para jogar os jogos no estande você precisava usar um aplicativo, entrar com antecedência e marcar os jogos que queria joga. Isso pode até parecer que funciona, ao menos evita filas quilométricas, mas a sensação de frustração ao não conseguir jogar o jogo desejado também é alta. =(

Nos estandes das distribuidoras, mais um show! A WB Games estava com uma área voltada para o Hitman 2 que era simplesmente sensacional, por vezes você conseguia ver o próprio 47 passando por lá para tirar fotos com as pessoas. Assim como Leon e Claire, protagonistas de Resident Evil 2, que ficaram todos os dias para tirar fotos e interagir com os fãs. Muito bem caracterizados.

Hitman

Indo para a área PC Gamer eu esperava encontrar uma inundação de Fortnites, PUBGs e seus clones. mas a minha surpresa foi ver grandes estandes de empresas que fabricam peças voltadas tanto para as placas, memórias e Gabinetes de alta performance, todos com seus campeonatos internos de jogos como Counter Strike Global Offensive. É claro, Fortnite estava presente, mas não tanto quanto eu esperava. E PUBG tinha seu próprio estande com UMA CENTENA de pcs preparados para uma disputa do Battle Royale mais épica possível!

Outra atração do evento foram os Streamers, Youtubers e Pro Players! Mas esses eu gostaria de detalhar mais em um texto futuro, apenas adianto que acredito estarmos vivendo um fenômeno muito interessante, e vale a pena parar para analisar!

A BGS continua sendo a maior feira de jogos do Brasil (talvez América Latina?) e ano após ano temos um evento mais abrangente de público, maior e com mais atrações! A ressaca pós evento é pesada, mas fica aquele gostinho de quero mais para o ano que vem, e de vontade de colocar as mãos em tudo aquilo que vimos por lá!

Nerd: Matheus Farina

Após 24 verões, percebeu que as roupas não se lavam sozinhas. Começou a cozinhar aos 17 e desde então não parou mais. Acredita que é possível que exista no futuro a carreira de Noob Profissional de videogame, então, segue sendo medíocre e se divertindo muito. Single Player, RPGista e Card Gamer. Acha muito egocêntrico falar de si mesmo...

Share This Post On