INSANIA – O jogo de terror raiz da BGS 2018!

Se sua mãe estivesse em um lugar sombrio, você iria até o fim para salvá-la?

O game se passa com David indo em um lugar sombrio atrás de pistas de Ana, sua mãe, que está desaparecida. David recebe uma ligação de sua mãe Ana, que está desaparecida. Ela diz ao filho onde está e grita desesperadamente por socorro. Quando a ligação cai, David vai direto para o local aonde ela disse que estaria: o Hotel São Pedro. Durante as buscas por sua mãe dentro do hotel, David descobre coisas que jamais havia imaginado encontrar.

Insania é um game de suspense com elementos de terror, focado em puzzles, onde possui diversos mistérios ocultos sobre o passado de David e sobre o hotel São Pedro. Os puzzles são cada vez mais complexos e possuem múltiplas possibilidades de resolução. 

Thriller psicológico com toques de terror e puzzles desafiadores, inspirado em grandes nomes de jogos do gênero, como Silent Hill. Essa descrição, mais assistir à gameplay do jogo na área indie durante a BGS 2018 foi o suficiente para que Insania, projeto da Alecfu Studio, ganhasse minha atenção! Por questões de tempo (entrei tarde por problemas com a credencial e ainda tinha que ir trabalhar ;_;), não pude jogá-lo na hora, mas os desenvolvedores me informaram que, depois da BGS, lançariam uma campanha de financiamento coletivo para o jogo, junto com o Alpha do game. E, no final de Outubro, o Catarse do projeto saiu e pude conferir o que podemos esperar de Insania 😀

Ok, ok, muitas promessas, mas e o jogo? Meus caros, é com imensa alegria que venho informar que o Alpha corresponde às expectativas. Começamos o jogo na pele de David, meio perdidos, sem muitas explicações, sem saber direito pra onde ir ou o que fazer – como o próprio David deve se sentir. A atmosfera realmente nos faz sentir nos jogos antigos, fuçando cada canto à busca de itens e informações, e agradecendo mentalmente pelo alívio quando alguma porta não abre – menos demonhos pra encontrar pelo caminho, hehe.

Há algum tempo, baixei várias demos de jogos de terror para ver se encontrava algo que valesse a pena, mas foram poucos os que realmente me intrigaram. E garanto a vocês que Insania se encontra acima de m u i t o s deles, muitos gringos, como tanto gostamos de valorizar. Os gráficos são ótimos, assim como a interface. É muito bacana a forma como o jogo te faz pensar em como usar os ambientes e seus componentes a seu favor, e devo admitir que o gameplay me deixou muito tensa em alguns momentos. Em algumas horas eu estava lá, tranquilona, segura da vida com minha lanterna na mão, e nos próximos segundos estava me cagando de medo de olhar as cabines do banheiro e encontrar um bichão lá. Em outros, eu pensava: “Ok, mas o que eu tenho que fazer agoraaAaAAAAaaaAAAAAAAA…” e já estava com o ponteiro do mouse cravado no chão pra não encarar o que quer que tenha aparecido pra me dar um baita susto!

insania_01

insania_02(Quem nunca?!)

Estamos vivendo um ótimo momento para o terror – o terror bem-feito -, tanto em filmes e séries como nos jogos. Stranger Things, A Bruxa, IT, RE7, Friday the 13th: The Game e alguns outros títulos abriram as portas para o inferno o retorno do terror clássico, da nostalgia, do renascer do terror que depende de elementos mais profundos e psicológicos, e não apenas de jumpscares, para conquistar o público mais exigente. E agora, os fãs do gênero podem comemorar e se deliciar com novas criações, com o retorno de clássicos como o próprio Pennywise, o novo Halloween e as promessas de novos filmes para A Hora do Pesadelo e Sexta-Feira 13 (que ia ganhar um novo filme há dois anos, mas foi cancelado pelo fracasso de O Chamado 3 nas bilheterias – o que na época me deixou bem brava, mas há males que vem para o bem e agora, com o sucesso da volta de Michael Myers, Jason pode voltar mais forte e melhor do que nunca, hee hee).

E é por isso que acho importante apoiar jogos que querem resgatar isso – esse terror psicológico, os quebra-cabeças e mistérios escondidos em cada canto escuro do jogo que nos fazem ter que quebrar a cachola e enfrentar aquele medo de seguir em frente pela porta que se abre. Precisamos de jogos bons, precisamos de desenvolvedores que deem o melhor de si e que acreditem em seus projetos – e eles precisam de nós. É por isso que aproveito o post para convidá-los a conhecer e apoiar a campanha do Catarse de Insania. Ah, lembrando que eles também colocaram o projeto no IndieGoGo pros gringos também poderem ajudar! Para saber mais sobre o game e o financiamento detalhado, é só acessar às páginas das campanhas, ou o Facebook da Alecfu. Abaixo estão os pacotes e recompensas para quem se interessar em ajudar:





Por fim, e não menos importante, queria agradecer ao pessoal do Alecfu pela atenção que me deram. Viram uma moça meio tímida interessada na jogo e vieram conversar comigo e explicaram o projeto deles e responderam às minhas perguntas atenciosamente. Apesar de sermos grande parte do cenário gamer no Brasil e no mundo, as mulheres ainda sofrem muitos preconceitos, e em nenhuma edição da BGS isso ficou mais claro pra mim do que nessa última. Em alguns stands, tiveram desenvolvedores que não me deram a mínima atenção – “uma garota parada no nosso stand? Deve estar esperando o namorado terminar de jogar a demo” -, e passei por situações bem chatas até mesmo em stands de grandes marcas, como a Corsair e OEX, onde ou os atendentes me ignoraram e nem chegaram perto para me atender, ou me trataram com extremo desdém de homem que sabe mais do que mulher sobre peças de computador – e que acabaram passando vergonha, pois não sabiam me dar as informações corretas e nem conheciam os produtos oferecidos pela marca. Bem, perderam vendas. Saí da BGS, confesso, humilhada e triste com o cenário pré-histórico que ainda temos que enfrentar, mas feliz por ter encontrado várias pessoas que me trataram de igual para igual.

Eu já garanti meu boleto (são tempos difíceis para quem não tem cartão de crédito) para ajudar o projeto, quero muito que Insania receba o apoio que merece e que o jogo possa ser finalizado! Espero encontrar a equipe da Alecfu nas próximas BGSs, mostrando tudo o que o game tem a oferecer para os amantes do terror – e para aqueles que morrem de medo, mas que não perdem a chance de conhecer um jogo bom! 😉 Todo o sucesso para o Marcelo, o Marcio e o Thiago, continuem com o excelente trabalho e entusiasmo e contem com minha ajuda para divulgar e fazer o Insania acontecer 😀

Nerd: Evelyn Trippo

I just have a lot of feelings, e urgência em expressá-los. Aspirante à escritora e estudante deslumbrada de Letras - Tradução. Pára-raio de nerds, exploradora de prateleiras em sebos e uma orgulhosa crazy pet lady.

Share This Post On