A primeira vez da Campus Party… na Expo Center Norte | #CPBR12

Todos os anos temos o evento que abre a temporada de encontros Geeks/Nerds. Pessoas comuns esperam o carnaval, já nós, os nerds, temos algo um pouco mais desafiador (assim por dizer): Campus Party, em sua 12 edição, que prometeu uma semana de estudos, conhecimento compartilhado!

O choque cultural e de conhecimento absorvido nesse local é algo difícil de medir e descrever, apenas quem vive uma “campus” consegue explicar.

bem_vindoCPBR12

Infelizmente nessa edição nem tudo foram flores, e as expectativas eram altas para o novo endereço na Expo Center Norte. Muita coisas foram prometidas, mas para muitos que já eram veteranos, essa edição desapontou um pouco. Para aqueles que tiveram a oportunidade de participar pela a primeira vez, não foi algo tão ruim, mas a sensação de que poderia ser algo bem melhor ficou no ar.

Para que seja possível entender um pouco a frustração desse ano, precisamos ter em mente duas coisas:

  • as coisas não andam muito bem para os organizadores de eventos em geral, cada ano esta mais difícil fechar patrocinadores e levantar a verba necessária para que tudo aconteça, a alta taxa do dólar, junto com alguns fatores políticos e uma certa incerteza de público causam isso.
  • a própria organização esqueceu de alguns valores, que realmente fazem a experiencia do campuseiro ser incrível… QUEM GERA O MAIOR CONTEÚDO PARA A CAMPUS PARTY É O CAMPUSEIRO!

Sim. por mais magistrais que se chamem, por mais brindes que se tenha (deixando claro que foi a edição com menos brindes também) e todo aquele blá blá blá comercial, as palestras que mais ajudaram a Campus Party crescer, sempre foram criadas pela a própria comunidade. Existe um ecossistema saudável que acontece durante a semana e parece que a organização fez questão de tentar destruir ou simplesmente tornar a vida de todos mais difícil.

Comunidades sempre tiveram os melhores conteúdos e foram mais acessíveis, diferente de magistrais ou empresas X que estão lá para tentar empurrar produtos. Adoramos os patrocinadores do evento, temos uma dívida com todos que estão lá, graças a eles, ano após ano nos reunimos, mas do jeito que as comunidades foram tratadas e outros campuseiros veteranos se sentiram durante essa semana, realmente doeu.

ArenaEXpoCPBR12

Diferente do clima meio estranho que ficou na arena, a área open estava muito maior, mais organizada e bonita em comparação a alguns anos passados. A startups estavam com destaque logo na entrada, caminhar por lá era incrível. Entre drones, robôs e cases gigantescos, o público podia sentir o “orgulho nerd” por alguns momentos. Ela não falhou em proporcionar uma imersão ao nosso mundo, pena que diferente de outros anos ela ficou aberta por pouco tempo, apenas entre 13 e 16 de fevereiro até as 16, não sendo prático para o público curioso visitar.

Mesmo a nossa saudosa e grande Campus B, que acontece toda a noite, após o evento fechar em frente ao centro de exposição durante a semana, foi complicada por causa da frente fria “surpresa” que passou por São Paulo, fazendo quase chover quase todas as noites. Realmente um pouco das frustrações geral e stress que rolava durante o dia foi para na Campus B, o ar estava pesado e muitas pessoas falavam que o próxima dia seria bom.

CampusB

Dia após dia, entre palestras e amigos tudo foi acontecendo, não era a melhor Campus Party de todas, mas pelo menos todas as pessoas e amigos de longa data que se encontram anualmente estavam por lá, nos conformamos com tudo e mentalmente torcemos que as próximas seriam melhores, mas tivemos uma triste surpresa. Se existe um dia muito importante, esse dia seria o sábado, quando geralmente todos falam adeus, o dia do último almoço e brindes durante a noite. Sair ao meio dia de domingo (algo que sempre aconteceu todos os anos), é uma regra, principalmente para amigos que moram longe e sabem que vão se ver apenas no próximo ano.

Mas esse ano vai ficar marcado como o dia que todos foram expulsos as 2 manhã! Tivemos brigas e um jeito nada convencional de pedir para os que estavam dormindo se retirassem, mesmo sem passagens de ônibus ou terem onde ficar, muitos tiveram o famoso “SE VIREM” da organização, de tudo que poderia ser feito, que poderia ter dado errado. Realmente essa DOEU, todos os 12 anos de uma boa relação entre organização e campuseiros foram jogados fora, e foi assim que na madrugada de domingo a Campus Party 12 terminou.

A Campus Party, é o maior e melhor evento NERD/GEEK que temos no Brasil, não queremos que ele acabe, muito menos que termine desse jeito, mas realmente esse ano terminamos essa edição com medos e incerteza. #CPBR por favor não se esqueça de suas origens e principalmente de quem sempre esteve com vocês ao longo desses anos, NÓS CAMPUSEIROS.

A Campus Party Brasil 12, aconteceu nos dias 12 até 17 de Fevereiro de 2019, você pode conferir como foi as edições anteriores aqui:

http://novonerd.com.br/campus-party-11-reacendemos-a-chama-de-ser-campuseiros/

http://novonerd.com.br/diario-de-um-campuseiro-como-foi-participar-de-10-cpbrs/

http://novonerd.com.br/por-que-campus-party-9-foi-tao-diferente-das-outras/

http://novonerd.com.br/aprendendo-a-programar-na-campus-party-recife-com-programae/

http://novonerd.com.br/sobrevivi-a-cpbr8/

http://novonerd.com.br/praia-sol-e-computadores-cprecife/

http://novonerd.com.br/o-que-esperar-de-uma-campus-party/

Nerd: Richard Brochini

Richard Brochini, 31 anos, trabalha há 13 anos com desenvolvimento de projetos para TI. Cientista maluco, dronemaker e gamer :D Para entrar em contato: http://richard.brochini.com/

Share This Post On