A Caminho de Casa promete comover a todos

Não tem jeito: por mais que a tecnologia avance e as pessoas mudem (para o bem e para o mal), os filmes envolvendo animais – sobretudo os cachorros – aparecem de vez em quando com o intuito de comover o seu espectador e gerar o sentimento de humanidade que está ali perdido pela correria do dia a dia. E conseguem.

Caminho3Como não se lembrar de filmes como Marley e Eu e Sempre ao Seu Lado? Sobretudo este último, que foi quase impossível segurar as lágrimas?

E agora, em 2019, surge um novo filme, também com o intuito de levar o espectador às lágrimas e não há de duvidar de se tornar um jovem clássico: A Caminho de Casa, um filme comovente e que promete pegar no emocional do espectador.

A Caminho de Casa é baseado no livro de W. Bruce Cameron, autor do livro Quatro Vidas de um Cachorro, que apesar da polêmica envolvida (e depois descobriu-se tratar de fake news) faz muito sucesso e, desta vez, um novo livro do autor virá às telas do cinema.

O filme conta a história da cachorrinha Bella, que logo no começo do filme é adotada por Lucas (Jonah Hauer-King), um jovem estudante de medicina veterinária e é tratada como integrante da família, seja pelo próprio Lucas, por sua mãe (vivida pela Ashley Judd), pelos colegas de trabalho ou por sua melhor amiga Olivia (Alexandra Shipp, a Tempestade de X-Men Apocalipse).Caminho4

Porém um dia, Bella é encontrada na rua pelo Controle de Animais e levada a um canil a 400 milhas de distância de seu dono, mas que não hesita em voltar para casa. No meio do caminho, encontra situações e animais perigosos, mas que não farão com que essa corajosa cachorrinha desista de seu objetivo.

Caminho6A Caminho de Casa está longe de ser um filme perfeito: há um certo maniqueísmo no tratamento dos ditos vilões, como o agente do Controle dos Animais e ele é um personagem muito unidimensional, mas o que incomoda mesmo é o CGI mal-acabado, perceptível logo no início do filme, com o crescimento da Bella, mas que se torna mais artificial conforme o filme avança.

Mas nada disso tira as qualidades do filme, que não são poucas: além do óbvio valor sentimental, o filme apresenta um bom ritmo, sobretudo em seu segundo ato e unindo com o carisma da protagonista (sim, a protagonista é a cachorrinha), jamais cansa o espectador, além da ótima trilha sonora de Mychael Danna, que é metade da emoção causada no espectador.

E apesar do foco da história na Bella e sua jornada, o filme também funciona porque o roteiro trabalha com os dramas humanos, sobretudo em seu protagonista: Lucas era um jovem que vivia amargurado, mas que viu em sua cachorrinha uma nova razão de viver. Até seu relacionamento com a mãe e amiga melhorou depois que Bella entrou em sua vida.Caminho2

Caminho5E como não notar no momento em que Bella mexe com todos no hospital onde Lucas e sua mãe trabalham e melhora o ambiente de trabalho do local?

Provavelmente o filme terá cópias dubladas em sua exibição, mas quem for vê-lo no idioma original, vai encontrar a protagonista sendo dublada pela Bryce Dallas Howard, a nossa protagonista de Jurassic World e vale ver e ouvir as vozes originais.

A Caminho de Casa é uma ótima pedida em um ambiente hostil em que vivemos – sobretudo nas redes sociais – e já que o cinema tem esse poder transformador, porque não trazer um pouco de humanidade ao nosso duro coração? Nunca é demais sonhar!

4 vidas

 

 

CHAMADA: A Caminho de Casa chega aos cinemas e promete comover a todos em um filme tocante e que vai ser difícil segurar as lágrimas. Levem um lenço ao cinema!

Nerd: Raphael Brito

Share This Post On