10 motivos para assistir Romance is a Bonus Book

Fala galerê! Tudo bom com vocês?

Para a surpresa de absolutamente zero pessoas, venho aqui hoje recomendar uma novela coreana original da Netflix <3. E este é para os dorameiros de plantão que procuram uma história mais leve, mas redondinha e com aspectos interessantes.


Cha Eun Ho é um escritor genial e o editor-chefe mais jovem de sua editora. Ele é inteligente e tem boa aparência. Ele também é mal humorado no trabalho, mas tem um coração caloroso e uma personalidade razoável.

Kang Dan Yi costumava ser um redatora popular, mas agora ela está sem dinheiro e desempregada. Mesmo que ela tente encontrar um emprego, devido à sua carreira impressionante e excelente formação educacional, ninguém quer contratá-la. Finalmente, Kang Dan Yi consegue um emprego em uma editora mentindo sobre seu passado. Cha Eun Ho é o editor chefe dessa editora. Eles começam a desenvolver sentimentos românticos um pelo outro.

Ele não é apenas o típico dorama calminho, apesar de a sinopse dar esta impressão. Este k-drama traz grandes questões sobre a vida, trabalho e relacionamento. 

Mas por que você deveria assistir Romance is a Bonus Book?

1. A protagonista é uma mulher mais velha

Kang Dan-i está beirando os 40 anos, o que é extremamente raro nos doramas; geralmente, os personagens principais são jovens adultos, que estão apenas começando a descobrir os desafios da vida.

Aqui nós vemos um cenário completamente fora do usual, pois Dan-i é uma mulher recém divorciada, desempregada, sem perspectiva alguma. Ela é uma personagem batalhadora e persistente que enfrenta suas dificuldades com a maturidade que uma pessoa da idade dela deveria ter.

2. Dificuldade reais do mercado de trabalho

Acho que a vida tem seus dias frios também

Kang Dan-i costumava ser uma redatora publicitária de sucesso, mas precisou parar de trabalhar para cuidar de sua filha. 

Por conta desta pausa, ela se vê enfrentando um mercado de trabalho extremamente preconceituoso quanto às suas escolhas, e observa seu passado de prêmios e sucesso ser praticamente descartado por diversas empresa.

Romance is a Bonus Book demonstra uma dura realidade que é enfrentada no mundo todo, onde pessoas mais velhas enfrentam a competição com os mais jovens no mercado de trabalho.  

3. A locação principal é uma editora

Quem me conhece sabe que sou apaixonada por livros, então quando vi que a maior parte das cenas se passava dentro de uma editora, meus olhos brilharam. 

Eu mesma nunca visitei uma editora, mas com certeza as cenas localizadas dentro da Gyeoru me fizeram querer estar no lugar da personagem principal. O lugar era simplesmente lindo, com estantes cheias de livros e um ar super clean e reconfortante.

Como a editora é o principal lugar onde os personagens se envolvem, podemos ver por dentro como é o ambiente, como as pessoas trabalham e o quão difícil é fazer a publicação de um livro

Quanto trabalho é necessário para colocá-lo nas prateleiras de uma livraria? Como fica o clima quando um livro não vende, ou quando faz sucesso? E quando o autor não consegue entregar o manuscrito no prazo? Tudo isso foi muito interessante de ver e conseguiu fazer com que eu me interessasse ainda mais na história.

4. Mulheres no poder!

Fiquei positivamente surpresa ao ver quantas mulheres ocupavam cargos de liderança na editora. E todas são incrivelmente competentes no que fazem. Aliás, todos os personagens são muito profissionais e responsáveis quando se trata do próprio trabalho.

5. O relacionamento entre as mulheres

Nós já estamos mais do que acostumadas às fórmulas dos doramas: um triângulo amoroso, um protagonista bonitão que é disputado pelas mulheres que, por sua vez, brigam umas com as outras por causa dele.

Em Romance is a Bonus Book, apesar de termos triângulo amoroso, este não é o centro da história e as mulheres não colocam tudo a perder por causa de seus interesses românticos. Todas lidam de forma bem madura com as adversidades de um amor não correspondido, e demonstram relacionamentos saudáveis e exemplares.

6. O personagem masculino principal não é sem noção

Eu falo aqui especificamente do Cha Eun-O que, apesar de ser um escritor brilhante e um editor chefe de sucesso, não usa isso para diminuir outros personagens ou contar vantagem.

Eun-O, em seu relacionamento de amizade com Kang Dan-i é extremamente respeitoso. Ele tem uma personalidade doce, é adorável e realmente ama seu trabalho. Aqui não vemos nada daquele típico ciúme nada saudável que temos direto em alguns doramas. 

Ele demonstra que gosta muito da Dan-i, que a respeita e é um chefe muito bom para Hae-Rin. 

7. Mistério bem trabalhado do livro 23 de Abril

A trama vai passando e vamos aprendendo como os livros surgem e como eles morrem. Vemos romances surgindo e se desenvolvendo. Mas no meio disso tudo há um pequeno mistério que aparece sutilmente no começo e se desenvolve por completo apenas nos dois últimos episódios.

Um escritor muito famoso, que teve os livros editados por Cha Eun-O, divulga uma carta anunciando sua aposentadoria e para de escrever. A única pessoa que sabe o motivo disso é o próprio editor.

O último livro que ele escreveu se intitulava 23 de Abril, mas ninguém sabe o porquê do nome. É uma mini trama bem simples, mas tem um desenrolar muito satisfatório e tocante.

8. O romance


Da primavera ao verão, do verão ao outono, e do outono ao inverno…Você sabe quando as estações mudam? Sabe quando o inverno acaba e a primavera começa? Não sei exatamente quando meus sentimentos por você começaram a crescer.

Claro que tem romance (está até no nome da novela). Ele é singelo, aquece nossos corações e, mais do que qualquer outra coisa: é natural.

Eun-O e Dan-i se conhecem há mais ou menos vinte anos. Ambos namoraram muitas pessoas, saíram juntos, passaram por perrengues e tem muitas histórias para contar. Dan-i se casou, teve uma filha e se divorciou enquanto Eun-O trilhava um caminho de sucesso como escritor.

O romance aqui é uma clara mensagem de que nunca é tarde para uma segunda chance, para começar a construir tudo de novo. 

9. O roteiro foi escrito por uma mulher

Jung Hyun-Jung é o nome dela. E depois de saber disso não me surpreendeu que muitas coisas tenham sido retratadas de maneira tão diferente, como a luta da Dan-i por emprego. O Eun-O sendo um cara realmente legal e não abusivo. A mulheres compartilhando suas experiências (apesar de haver competição no ambiente de trabalho).

10. Os personagens secundários são muito bem trabalhados

Kang Dan-I começa a trabalhar na editora junto com outras pessoas que passaram no processo seletivo. São eles a principal fonte de alívio cômico. 

Além dele, temos Ji Seo-Joon, um designer freelancer de livros, e Song Hae-Ryn a editora de desenvolvimento de conteúdo da editora.

Cada um dos personagens secundários têm suas histórias e motivações, as quais não foram deixadas de lado enquanto a trama principal é contada. É possível ver que todos os personagens foram trabalhados com muito carinho. 

Vale a pena?

Sim, e MUITO!

Tendo o mundo literário como cenário principal, o dorama consegue passar com uma sensibilidade incrível qual é a importância que os livros têm na nossa vida. 

Romance is a Bonus Book nos mostra os bastidores do nascimento de uma nova história que será contada, e o fim de outras tantas que já foram lidas. Além de trazer  também alguns aspectos que nós, como leitores, não pensamos muito, como a questão do que acontece com os livros que foram danificados, ou quanto esforço é necessário para que um deles seja publicado.

O romance acontece naturalmente, e o dorama tem tantos outros aspectos tão interessantes, que este acaba não sendo o ponto principal, mas sim um mero coadjuvante.

Eu poderia falar eternamente sobre este dorama (claramente), mas vou terminar por aqui, deixando uma das minhas frases favoritas dita no final da novela.


Orgulho em criar, confiança e felicidade. Fazer um livro é isso.

Nerd: Beatriz Napoli

Devoradora de livros, publicitária apaixonada, tem dois pés esquerdos e furtividade 0 para assaltar a geladeira de madrugada. Se apaixona por personagens fictícios com muita facilidade, mas não tem dinheiro para pagar o psiquiatra que obviamente precisa.

Share This Post On