Transtornos mentais nas telas do cinema

Eis aqui uma lista direta sobre o tema acima exposto. Por opção escolhi não esboçar teoricamente sobre tais transtornos, penso que uma leitura rápida no Google sanaria muito mais possíveis lacunas e dúvidas do que uma explicação minha sobre. Sou diagnosticada com bipolaridade e transtorno borderline, foram anos de desajustamento social e emocional que só agora fazem sentido, e por essa razão também, respeito as ciências (psiquiatria/psicologia) ao ponto de não falar para um público maior devido às dificuldades de categorização e diagnóstico de cada um dos transtornos.

Saliento também a opção por não ilustrar a presente lista, pois queria algo bem direto que não influenciasse a experiência dos interessados por meio de frames importantes de cada filme, nem por meio de resumos narrativos, deixem-se levar pela narrativa (roteiro + execução, que são os elementos cinematográficos).

Também importante dizer que trata de uma lista revisada e que muitos filmes aparecem em diversas listas pela internet, mas, no entanto, é errôneo ao categorizar tal filme/personagem.

Uma lista desse tipo pode parecer banal para muitos leitores, mas eu estando dentro de grupos de apoio que abarcam diversos transtornos da mente, posso dizer que esta é uma demanda frequente. Quem é diagnosticado saberá os elementos que levam ao enquadramento de determinado filme. Para curiosos “outsiders”, basta um “google”, como já dito, para apreender de modo GERAL os sintomas de cada trastorno elencado. No entanto, sempre válida uma pesquisa mais aprofundada sobre a temática.

Vamos lá?

Transtornos cognitivos

-Demência:

1- Iris

2- Para sempre Alice

3- Longe dela

4- Amor

5- A song for Martin

 

-Transtorno Amnéstico

1- A cidade dos sonhos

2- A identidade Bourne

3- Procurando Nemo

4- Brilho eterno de uma mente sem lembranças

5- Cine Majestic

Obs.: Amnésia não!

 

Transtornos relacionados ao uso de substâncias

 -Álcool

1- Farrapo humano

2- 28 dias

3- Quando um homem ama uma mulher

4- Às vezes o amor não é o bastante

5- Despedida em Las Vegas

 

– Anfetamina

1- Réquiem para um sonho

2- Anphetamine

3- Medo e delírio em Las Vegas

4- Johnny & June

 

- Cocaína

1-Tensão

2- Meu nome não é Johnny

3- O lobo de Wall Street

4- Bingo: o rei das manhãs

 

– Opioides

1- Eu, Christiane F. 13 anos, drogada e prostituída

2- Trainspotting

3- Sid & Nancy – o amor mata

4- Bird

5- Diário de um adolescente

 

Transtorno psicótico

- Esquizofrenia

1- Uma mente brilhante

2- Spider, desafie sua mente

3- Benny & Joon, corações em conflitos

4- O solista

5- Ilha do medo

 

Transtornos do humor

- Transtorno bipolar

1- Mr. Jones

2- Amadeus

3- O lado bom da vida

4- As horas

5- Sentimentos que curam

6- The secret life of the manic depressive (Stephen Fry)

 

- Transtorno depressivo

1- Geração prozac

2- Melancolia

3- Sylvia: paixão além das palavras

4- A liberdade é azul

5- Pequena miss Sunshine

 

Transtornos de ansiedade

- Transtorno do pânico

1- Alguém tem que ceder

2- Copycat: a vida imita a morte

3- Habemus papam

4- Máfia no divã

 

- Transtorno obsessivo compulsivo

1- O aviador

2- Melhor é impossível

3- Os vigaristas

 

- Transtorno de estresse pós-traumático

1- Rambo: programado para matar

2- Nascido em 4 de Julho

3- O franco atirador

 

Transtornos de personalidade

- Transtorno de personalidade paranoide

1- A conversação

 

- Transtorno de personalidade antissocial

1- O silêncio dos inocentes

2- Um estranho no ninho

3- Garota, interrompida

4- Kalifornia

5- Violência gratuita

 

- Transtorno de personalidade borderline

1- Borderline- além dos limites

2- Mamãezinha querida

3- Sete dias com Marilyn

4- Gia – fama e destruição

5- Atração fatal

 

Nerd: Bruna Basile

Uma garota perdida neste mundão de meu deabo. Formada em Filosofia (AMO) e Direito (se arrependimento matasse...) Atualmente faço cursos nas áreas de fotografia e roteiro (a menina sabe mesmo o que quer!). Tento atravessar a existência atenta às belezas desta vida em suas diversas manifestações e representações. Às vezes, essa beleza dói e é melancólica. Prazer!

Share This Post On