O funk e a cultura pop

Apesar das críticas e de muita gente torcer o nariz para o gênero, é inegável que o funk, mais especificamente o dito funk carioca, é um sucesso atualmente. É só analisarmos os números. No ano passado, o estilo foi um dos mais escutados no Spotify, com inúmeras playlists e hits de artistas em separado que bombaram. Outra métrica que pode ser utilizada é o fenômeno  KondZilla, o produtor é praticamente um Midas brasileiro, transformando em ouro tudo que toca. Konrad Cunha Dantas (KondZilla) detém hoje a marca do canal com maior número de inscritos no Brasil (33 milhões), e essa multidão já rendeu ao canal – no ar desde 2012 – mais de 16 bilhões de visualizações, muitas delas do exterior.

O estilo é marcado por letras um tanto quanto questionáveis e algumas até de mau gosto, mas é inegável a criatividade que alguns autores conseguem colocar na batida e nos versos. Principalmente, quando se trata da apropriação de elementos da sociedade num geral, ou da cultura pop.

Funk Mortal Kombat

Abrindo a lista com um clássico da internet. Com uma proposta super simples, dois amigos resolveram fazer um funk sobre a indecisão de qual personagem usar, e claro, escolheram o Sub Zero. Apesar de ser muito diferente dos outros itens aqui listados,  o funk do MK não poderia ficar de fora por conta do fator nostalgia, e claro, criatividade da dupla.

Páraratibum- Mc Tati Zaqui

“Eu vou, eu vou, pra casa agora eu vou, pararatibum paratibum”. Provavelmente essa é a letra da cantiga que os anões cantavam ao retornar de um dia de trabalho. A música data lá da animação da Branca de neve e os sete anões, de 1937. Mas bem diferente da versão original, a funkeira Tati Zaqui dá um outro sentido para esse verso da música. A erotização da música não passou em branco, os detentores da música original “Heigh Ho” proibiu que a versão fosse tocada e pediu a retirada do clipe do Youtube, a cantora, acatou o pedido.

Mc Maha – Funk do Star Wars | Treta nas Estrelas 

Claro que o maior símbolo da cultura nerd/geek não poderia ficar fora desse movimento, e ganhou seu representante no mundo do funk (claro que esse deve ser apenas um dos). Mas é claro que insinuações ao sabre de luz e à força, não poderiam faltar.

Mc Maha – Harry Porra

Mais uma do Maha, dessa vez ele ataca com uma versão funk do bruxo mais adorado da cultura pop. O clipe com a montagem de um filme de besteirol fez muito sucesso nas redes sociais. E claro, não faltaram piadas de duplo sentido com varinha e vassouras.

MC MM ft Dj RD – Só Quer Vrau 

Mas claro que a série que explodiu atualmente não iria escapar de ter sua versão funk. Utilizando como base a música “Bella Ciao” que é a marca da série “La Casa de Papel” a dupla MM e RD não pouparam esforços para realmente marcar o hit, nem o figurino dos assaltantes foi deixado de lado no clipe dos funkeiros.

 

Independente do seu gosto, receba essa lista com bom humor, não se apegue tanto as coisas que você gosta, existem poucas coisas que valem à pena brigar hoje em dia, e jogos, filmes e séries com certeza não são elas. Vamos rir mais das coisas que gostamos e de nós mesmos!

Nerd: Leandro

Padawan de jornalista, 25 primaveras e acredita que todas as Tekpix são na verdade Decepticons à espera de uma ordem da Skynet para acabar conosco!

Share This Post On