Awesome Mix | Roxette

Fala Khalasar, beleza?

De volta com a Awesome Mix (a qual fiquei muito feliz que o Arthur também aproveitou)! E dessa vez pra falar de uma banda que sou vidrado dos meus 13 aos 23 anos (e ainda sou muito, muito, muito fã até hoje): R-O-X-E-T-T-E!!!

Sim, eu amo Roxette e se você vai começar com gracinhas… bem, esse post é justamente pra provar que a banda é MUITO mais do que as baladas que TODO MUNDO conhece. Tanto que as famosas “It Must Have Been Love“, “Spending My Time” e “Listen To Your Heart” nem entrarão. E não porque não gosto, mas porque eu realmente gosto muito mais de outras. Algumas muito conhecidas, outras somente pelos verdadeiros fãs.

E você não imagina o trabalho que deu pra escolher apenas as CINCO que mais gosto. A cada uma que selecionava, outras 4 eram deixadas de fora com uma imensa dor no coração (o álbum “Don’t bore Us Get to The Chorus poderia montar sozinho essa lista). Então resolvi escolher as 5 que mais me marcaram, ligadas a sentimentos que vivi em época diferentes da minha vida. Antes de começar devo informar que o que mais gosto, melhor dizer quem, na banda é Per Gessle! Veja, não é que eu não ache a Marie (Fredriksson) uma cantora excepcional (porque ela é!), mas é que o Per… meu amigo, o Per canta (pra caramba), toca (vários instrumentos), escreve as letras, faz a melodia e ainda produz! E toda vez que alguém fala de Roxette, a primeira coisa que vem a cabeça são as baladas românticas já citadas (na voz da Marie) e o Per fica meio que de escanteio.

Sério… vocês não imaginam a tortura que foi montar isso e deixar músicas de fora. Eu quase comecei a fazer as 5 mais de cada álbum, e mesmo assim, várias iam ficar de fora! Mas regra é regra né?

05 – The Look

A música que me fez amar a banda! Eu já conhecia (as baladas já citadas, de novo), mas quando meu primo Marcelo, lá das Minas Gerais (que foi uma das pessoa que mais me influenciaram no gosto musical, junto com o seu irmão. Obrigado! Obrigado! Obrigado!), me mostrou essa música pela primeira vez, eu pirei! A primeira vez que ouvi o solo inicial, aquela melodia tomou conta e ficou (pra sempre). The Look dá nome ao álbum e foi o que fez a banda explodir no mundo todo. Não posso deixar de citar que eu aprendi boa parte da língua inglesa ouvindo música, principalmente Roxette. Demorei meses até entender de verdade o que queria dizer “She’s got the look!”.  Aconselho a ouvir essa versão ao vivo aqui também. Há 2 meses fui ao show da banda Viva Noite (tem post falando sobre) e eles tocaram a música! Você acha que pirei ou não? Fiz até vídeo, coloco no YouTube qualquer hora.

 

04 – She Doesn’t Live Here Anymore

Essa está aqui pra mostrar uma coisa: ROXETTE NÃO É SÓ BALADA PORRA! Você está ouvindo essa bateria? Essa guitarra? Caraca mano! Mano! Mano! Essa é da “coletânea” (Don’t Bore Us) e era uma música inédita até então (junto com June Afternoon. Meu Deus, eu deixei June Afeternoon de fora???). Sempre que ouço essa música me lembro de quando eu e meu “irmão”, Victor Caparica, ficávamos dizendo como a banda havia conseguido se superar em fazer uma coletânea , e colocar uma música inédita, tão boa ou melhor que todas as já famosas.

 

03 – Staring At The Ground

Okay, eu sei que falei que Roxette não é só balada. Mas Roxette SEM balada, não é Roxette. E essa é, de longe, a que mais gosto. Toda vez que estava com problemas, colocava pra ouvir… a melodia me acalmava (e vez ou outra, ainda faço isso). Amo a gaita no meio da música, e principalmente a letra:
I’m staring at the ground
I wish I could bring the spring to your door
To the coldest side of town
I carry your wounded dreams
Like the devils deeds in the pocket of my jeans

 

02 – How Do You Do

Não preciso nem falar muito sobre essa música né? É só ouvir e entrar no ritmo! How do you do?

PS: TERMAS DE IBIRÁ (Rá, piada interna).

 

01 – You Can’t Put Your Arms Around Whats Already Gone

Do mesmo álbum de “Staring At The Ground” (que curiosamente é um dos mais fracos da banda, mas 2 músicas entraram na lista). Gosto de músicas que contam “verdades”. Aquela velha história de a pessoa que foi abandonada, tal e coisa, coisa e tal. Mas se você parar pra pensar, vale pra qualquer tipo de relacionamento né? Quem é que nunca se decepcionou com alguém… e depois nunca mais quis saber da pessoa? Porque “você não pode abraçar o que já se foi…

Se você gostou e quer conhecer mais sobre a banda, procure a discografia e ouça TODOS os discos. Roxette manja muito de fazer música e são bem ecléticos! E se assim como eu, você se apaixonar por Per Gessle, você pode ouvir seus álbuns solos (o melhor sendo The World According to Gessle) e sua outras bandas (Gyllene Tider, por exemplo).

 

 

Eu ainda não acredito que deixei Joyride, Sleeping In My Car, Here Comes The Weekend, Place Your Love e tantas outras de fora. Perai que vou ali bater minha cabeça na parede e já volto…

Nerd: Carlos AVE César

EXAGERADO! Jogado aos seu pés, eu sou MESMO EXAGERADO! Filho único, egoísta, mimado e mal-humorado. Produtor de Eventos, Engenheiro de QA e butequeiro! Buscando CONHECIMENTO, com cachorro-quente e guaraná. Também sou a personificação da Vingança! Twitter: @ONovoNerd Facebook: http://www.facebook.com/carloscesarcarvalho

Share This Post On